pt | es | en

Thésis [Edição 02]

Henrique Mindlin e seu escritório: a inserção da arquitetura na cadeia produtiva moderna

Antonio José de Sena Batista

Resumo

A historiografia da Arquitetura Moderna Brasileira tende a privilegiar a construção de uma coerência ficcional que determina grupos aos quais todos arquitetos atuantes naquele período são anexados. No entanto, uma análise mais detalhada traz à tona a existência de múltiplas formas de ação que não concorrem para tal unidade fictícia. Dentre elas estão os arquitetos que trabalham prioritariamente para o mercado da construção civil, que lhes impõe regras, meios, relações econômicas, que contaminam seu modo de operação projetual.  Este artigo busca, através de uma breve análise da arquitetura do escritório Henrique Mindlin Arquitetos Associados, destacar certas características de concepção de projeto que os tornam distintos de outros escritórios atuantes no mesmo período e mostrar como sua arquitetura estabelece uma relação especifica com o espaço urbano.


Texto completo:

PDF

Referências


ÁBALOS, I.; HERREROS, J. Tower and office: from modernist theory to contemporary practice. Massachusetts: MITPress, 2005.

BATISTA, M.N. “A cultura das cidades”. Revista Arquitetura IAB. Rio de Janeiro. nº 50, agosto de 1966.

BRUAND, Yves. Arquitetura Contemporânea no Brasil. São Paulo: Perspectiva, 1982.

CARDOSO, F. H. Empresário industrial e desenvolvimento econômico no Brasil. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1972.

CÍRERO, Antonio. Poesia e paisagens urbanas. IN: CÍCERO, Antonio. Finalidades sem fim. São Paulo: Cia das Letras, 2005.

LEFEBVRE, Henri. La production de l’espace. Paris: Ed Anthropos, 1974.

MINDLIN, Henrique. Arquitetura Moderna no Brasil. Rio de Janeiro: Aeroplano, 1999.

____________. A arquitetura moderna no Brasil: passada, presente e futura. Conferência pronunciada na ABI – Rio de Janeiro, out. 1969. In: YOSHIDA, C. B. et al. Henrique Ephim Mindlin: o homem e o arquiteto. São Paulo: Instituto Roberto Simonsen, 1975; p: 181-187.

___________. O Grande Hotel: notas sobre a evolução de um programa. Rio de Janeiro, 1962. Tese (concurso) - Cátedra de Grandes Composições de arquitetura, Faculdade Nacional de Arquitetura da Universidade do Brasil.

___________. Prumadas de circulação em edifícios altos. Rio de Janeiro, 1962. Tese (livre docência) - Cadeira de Grandes Composições de Arquitetura. Faculdade Nacional de Arquitetura da Universidade do Brasil.

___________. A nova Arquitetura e o mundo de Hoje: conferência pronunciada na Escola de Engenharia Mackenzie, 30 ago. 1945. In: YOSHIDA, C. B. et al. Henrique Ephim Mindlin: o homem e o arquiteto. São Paulo, Instituto Roberto Simonsen: 1975; p;165-172.

PRADO, L.C. D.; SÁ EARP, F. O milagre brasileiro: crescimento acelerado, integração internacional e concentração de renda (1967-1973). In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, L.A.N. (org.). O Brasil Republicano: o tempo da ditadura: regime militar e movimentos sociais em fins do século XX. Livro 4. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010; p: 207-242.

SENA BATISTA, Antonio. Arquitetos sem halo: A ação dos escritórios M.M.M.Roberto e Henrique Mindlin Arquitetos Associados. Tese. Departamento de História – PUC-Rio, 2013.

TOURAINE. Alain. Palavra e Sangue: Política e Sociedade na América Latina. São Paulo: Editora da Universidade Estadual de Campinas, 1989.

YOSHIDA, C. B. et al. Henrique Ephim Mindlin: o homem e o arquiteto. São Paulo, Instituto Roberto Simonsen, 1975.

WEBER, Max. A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. São Paulo: Martin Claret, 2004.



desenvolvido por