pt | es | en

Thésis [Edição 02]

O profissional urbanista: alguns fatos a respeito da origem da atividade no Brasil e em São Paulo

Jose Geraldo Simões Junior

Resumo

O texto aborda aspectos relacionados ao surgimento do urbanismo no Brasil ao longo da história de suas cidades. A partir das referências provenientes do ensino e da ação profissional de engenheiros e arquitetos, o estudo destaca o período formativo desta profissão, compreendendo o final do século XIX e as primeiras décadas do século XX, enfatizando o papel dominante exercido pela Escola Politécnica paulista e alguns de seus docentes. 


Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, A. B. Dicionário da História de São Paulo. São Paulo: Governo do Estado, 1980. (Coleção Paulística, vol. XIX).

ARASAWA. C. H. Engenharia e Poder. Construtores da nova ordem em São Paulo. São Paulo: Alameda, 2008.

ARAÚJO, R. M. As cidades da Amazônia no século XVIII. Belém, Macapá e Mazagão. Porto: FAUP, 1998.

BUENO, B.P.S. Particularidades do processo de colonização da América espanhola e portuguesa. Anais do IV Seminário de História da Cidade e do Urbanismo. São Carlos: SHCU, 1996.

CARVALHO, M. A. R. O Quinto século. André Rebouças e a construção do Brasil. Rio de Janeiro: Revan, IUPERJ-UVAM, 1998.

COELHO, E. C. As profissões imperiais. Medicina, Engenharia e Advocacia no Rio de Janeiro: 1822-1930. Rio de Janeiro: Record, 1999.

EPRON, J-P. Comprendre l’Éclectisme. Paris: Norma, 1997.

FICHER, Sylvia. Os arquitetos da Poli. Ensino e Profissão em São Paulo. São Paulo: Edusp, 2005.

GOMES, M. A. A. F. (org.). Urbanismo na America do Sul. Circulação de idéias e constituição do campo (1920-1960). Salvador: Edufba, 2009.

KAWAMURA, L. K. Engenheiro: trabalho e ideologia. São Paulo: Ática, 1979.

LORTIE, A. Paris s’exporte. Architecture modele ou Modèles d’Architectures. Paris, Picard, 1995.

MOREIRA, R. A arte da ruação e a cidade luso-brasileira. Revista de Estudos sobre Urbanismo, Arquitetura e Preservação. Série Urbanização e Urbanismo. São Paulo: FAUUSP, N.37, 2003.

PARDAL, P. Brasil, 1792: início do ensino de engenharia civil e da Escola de Engenharia da UFRJ. (prefácio de Sydney M.G. dos Santos). Rio de Janeiro: Oderbrecht, 1985.

REIS, N. G. (org.) 100 Anos de ensino de Arquitetura e Urbanismo em São Paulo. São Paulo: FAUUSP, 1996.

REIS, N. G. et. all. Imagens de Vilas e Cidades no Brasil Colonial. São Paulo: Edusp/Imprensa Oficial/FAPESP, 2000.

RICCI, S. Os engenheiros e a cidade. São Paulo 1904-1926. São Paulo: PUC, 2006. (dissertação apresentada no Programa de Estudos Pós-Graduados em História Social).

SANTOS, A. P. Theodoro Sampaio: nos sertões e nas cidades. Rio de Janeiro: Versal, 2010.

SANTOS, M. C. L. Escola Politécnica (1894-1994). São Paulo: FDTE/USP, 1985.

SETTON, M.G.J. Rotary Club: habitus, estilo de vida e sociabilidade. São Paulo: Annablume, 2004.

SILVA, J. T. São Paulo: 1554-1880. Discurso ideológico e organização espacial. São Paulo: Moderna, 1984.

SIMÕES JUNIOR, J. G. O Departamento de Urbanismo da PMSP (1947-1957). São Paulo: FAUUSP, 1983 (trabalho de graduação interdisciplinar).

SIMÕES JUNIOR, J. G. O ideário dos engenheiros e os planos realizados para as capitais brasileiras no início da República. Arquitextos Vitruvius. São Paulo, N.90.3, nov. 2007.

TEIXEIRA, M. As formas urbanas das cidades portuguesas. Urbanismo de Origem Portuguesa. Lisboa: N.2, set.2000.

TELLES, P.C.S. História da Engenharia no Brasil. Séculos XVI a XIX. Rio de Janeiro: Cávero, 1994.

TOLEDO, B. L. O Real Corpo de Engenheiros da Capitania de São Paulo, destacando-se a obra do brigadeiro João da Costa Ferreira. São Paulo: João Fortes, 1981.

VARGAS, M. (org.). Contribuições para a história da Engenharia no Brasil. São Paulo: EPUSP, 1994.



desenvolvido por